Vapor barato

Na semana passada, na quinta-feira, houve um encontro aberto ao público e com entrada franca em Porto Alegre com a monja Coen. Acredito que estávamos ali cerca de 150 pessoas, ouvindo com muita atenção cada palavra dita pela monja. Não há como resumir aqui tudo o que foi dito, sentido, vivido ali. E nem é minha intenção.

Nesse dia chuvoso, na segunda fila do auditório, estava eu com os olhos cravados em uma leitura do Satolep, de Vitor Ramil, menos para ler do que para escapar do pânico de estar no meio de tantos rostos e corpos desconhecidos. Por mais velho que fique, essa medo intransigente é uma coisa que não deixa de me acompanhar e que só cabe a mim acolhê-lo como algo meu e conviver com ele da melhor maneira possível.

Então ali na segunda fila, escondendo os olhos em Satolep, começava a enxergar Selbor, o protagonista, em uma casa ilhada por uma tempestade, acendendo álcool numa lata para amenizar o frio. E do fogo da lata ele acende um cigarro marca-diabo feito a mão. E da fumaça começa o sarau imaginário onde Selbor divaga sobre o fogo, que na visão de Heráclito, tudo consome e tudo gera.

A palestra então começa. A monja fala por pouco mais de uma hora. Então começam as perguntas. Alguém está curioso para  saber qual é a experiência e interpretação do Vazio para a monja. Tudo é vazio pois tudo é pleno de possibilidades, fluido, nada poder ser apreendido, pois no mesmo instante já não é o mesmo. E para ilustrar isso,  monja  Coen cita o mesmo Heráclito de Selbor: “não é possível entrar duas vezes no mesmo rio”.

Somos todos o mesmo, seja no ocidente ou no oriente. Seja na tempestade ramilonga em Satolep ou na garoa fria da rua Sete de Setembro em direção à minha casa.

Texto: Ale Lucchese
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s